Logon

Busca de
Desaparecidos

Nome

Desenvolvido e mantido por

Notícias

Vinte e um anos de Luta
30/03/2017 20:23

​Encerrando​ a Semana Nacional de Mobilização de Busca e Defesa à Criança Desaparecida, Lei 12.393, de autoria do Deputado Federal Roberto Alves e sancionada pela Presidente Dilma Rousseff em 04 de março de 2011. E também comemorar os 21 anos de luta da Associação Brasileira de Busca e Defesa à Criança Desaparecida, nacionalmente conhecida como Mães da Sé.

A proposta inicial era dividir e compartilhar minha dor com outras mães que, assim como eu, procuravam por seus filhos, ampliando o atendimento a demais pessoas em busca de seus pais, mães e irmãos, transformando minha dor numa luta diária, não só pela minha filha, mas para ajudar essas famílias. Acabei adotando-as e assim formamos uma família numerosa, irmanadas pelo mesmo sofrimento e pelo mesmo objetivo que é o de encontrar nossos entes queridos, e pela mesma esperança que nos mantém vivos.

Aprendi a sobreviver com uma dor que não tem remédio que cure, com esse luto inacabado, um silêncio profundo, uma pergunta que até hoje não tive resposta. Há 21 anos minha vida virou uma interrogação, convivendo com a dor da incerteza, que é mil vezes pior que a morte, mas como mãe não posso desistir jamais da busca da joia mais preciosa que DEUS me deu. Tenho travado uma longa e triste batalha com a vida, mas aprendi, que "não existe causa perdida, pois a única causa perdida é aquela que você abandona".

Ainda não encontrei minha filha, mas ao longo desses 21 anos de luta, temos um total de 4.342 casos resolvidos, e a cada pessoa localizada, através desse trabalho, vejo a minha filha em cada uma delas, e se minha filha teve que desaparecer para que eu viesse ajudar outras pessoas, a única coisa que peço a DEUS todos os dias é que Ele me de forças e paciência para esperar pela sua volta.

Ao longo desses 21 anos, aprendi que é enfrentando as dificuldades que me fortaleço. É superando meus limites que cresço como pessoa. É tentando resolver os problemas que amadureço. É desafiando o perigo que encontro coragem para enfrentá-lo e descubro o quanto cresço quando exigem de mim mais do que as minhas próprias forças, além dos meus limites. Aprendi a valorizar cada minuto que a vida me dá, pois ele é único, sendo bom ou ruim, jamais haverá outro igual. Por isso nunca penso naquilo que acabou, mas sim naquilo que valeu a pena enquanto durou.

Lembrar os 21 anos do Movimento Mães da Sé é acima de tudo um ato de continuidade da busca por justiça, dignidade e verdade. A NOSSA LUTA, não se perdeu no caminho, tampouco é em vão. De tudo fica um pouco, que será suficiente para tecer o fio da memória que serve para alimentar a luta por justiça. É tempo de lembrar e fazer da lembrança dos nossos filhos o combustível para a luta que continua até encontrarmos uma resposta.

A dor integra a natureza de nosso trabalho. É em meio da nossa dor e sofrimento que buscamos e recolhemos a solidariedade e o alento recebido de parceiros em nosso trabalho; que não só alivia nossa caminhada, como amplia nossas vitórias e impõe-nos o compromisso de com eles nos congratularmos ainda perguntando:
Para onde estão indo nossos Filhos? 
Mantendo acesa a chama da esperança de um reencontro único, mesmo sem saber o dia e a hora que ele possa acontecer!!!

Ivanise Esperidião da Silva Santos
Presidente​

Campanha Procurando Nossos Filhos é inspirada no Filme Procurando Dory
14/07/2016 17:50

​​​​​A campanha "Procurando Nossos Filhos" será exibida em 20 salas de cinemas em forma de uma trailer que mostra imagens de crianças desaparecidas, substituindo o nome de Dory por de pessoas que a instituição está procurando. As mensagens são narradas pela dubladora da personagem Dory, Maíra Goés. Vídeo da Campanha

A ação foi publicada, também, na página do facebook da ONG em forma de posts em 360°. Os usuários devem procurar os desaparecidos ao arrastar o mousa pela imagem ou girando o aparelho celular. Imagem 360°​


‘Mães da Sé’ se unem a Motoboys em ação para divulgar fotos de desaparecidos
11/12/2014 11:36

​​ONG pega carona na garupa de milhares de motos que circulam diariamente na capital paulistana, para divulgar as fotos de pessoas desaparecidas.

São Pa​ulo​​, agosto de 201​4 – Atualmente circulam diariamente pelas ruas da metrópole aproximadamente 1 mi de motos. Isso se deve ao fato de que o transporte sobre duas rodas entre outros benefícios, é mais rápido e, consegue driblar o trânsito cada vez mais caótico. 

De olho nesses números a empresa Itaim Express, especializada em motofrete, uniu-se a Associação de Busca e Defesa a Criança Desaparecida (ABCD), conhecida popularmente com Mães da Sé, para realizar uma campanha de divulgação e mobilização. Batizada de Motoboy do Bem, a ação tem chamado a atenção de toda a população para a problemática do desaparecimento de pessoas, que só no Estado de São Paulo, atinge 23 mil pessoas por ano.

A Itaim Express adesivou todos os baús da sua frota de motos com quatro fotos de pessoas desaparecidas. A ideia é que as fotos circulem por toda a capital, Grande São Paulo e, ainda na Baixada, para que todos possam ver e ajudar a encontrar uma das pessoas cujo rosto está estampado na foto adesivada no baú das motos.

A fundadora e presidente da ABCD, Ivanise Esperidião, ao falar sobre a campanha, enfatiza a importância da divulgação para o sucesso na busca por um desaparecido e finaliza: "quanto maior for à divulgação, maior será a chance de nós encontrarmos uma pessoa que está desaparecida e, nesse sentindo, toda ajuda é sempre bem vinda".

A figurinha que faltava chegou
11/12/2014 11:29

A apenas uma semana do inicio da Copa do Mundo a ONG "Mães da Sé" chama a atenção para a problemática do desaparecimento de pessoas

São Paulo, junho de 2014 ─ Nas Ruas, nos Parques, nos Shoppings, ou onde quer que se vá é possível observar uma prática muito comum no mês do Mundial da FIFA, a troca de figurinhas. Essa prática tem reunido inúmeros colecionadores que estão à procura das figurinhas que falta para completar os álbuns da Copa.

Atentos a esse costume dos brasileiros a Associação Brasileira de Busca e Defesa a Crianças Desaparecidas (ABCD), popularmente conhecida como "Mães da Sé" em parceria com a agência de publicidade NewStyle, propuseram algo diferente: distribuíram em alguns pontos da cidade como, na Avenida Paulista, Rua Augusta e Praça da Sé, figurinhas de pessoas desaparecidas. 

O objetivo é despertar a atenção da sociedade para a problemática do desaparecimento de pessoas no país, uma realidade que segundo a ONG atinge cerca de 200 mil famílias por ano no Brasil. Todos os envelopes continham cinco cromos, ao abrirem as pessoas foram convidadas por meio de uma mensagem a colar ou divulgar as figurinhas em locais de visibilidade pública e nas suas redes sociais, para que dessa forma um maior número de pessoas possa reconhecer ou dar informações sobre o paradeiro desses desaparecidos.

Para a presidente da associação, Ivanise Esperidião, "essa é uma oportunidade para mostrarmos o nosso incansável trabalho na busca pelos nossos entes, e se conseguirmos encontrarmos uma única pessoa com essa campanha, já valeu apena".

 
Confira mais informações da ação em www.figurinhasdesaparecidas.com.br  

Um Selfie por uma criança desaparecida
11/12/2014 11:19

​A campanha publicitária The Selfind Project foi criada em comemoração ao Dia das Mães, assinada por dois jovens criativos publicitários, Ben Araujo e Marcos Muller

São Paulo, maio de 2014 ─ A campanha conta com a participação de inúmeras celebridades, como Preta Gil; Angélica; Sabrina Sato e Fernanda Lima, entre outras. É uma ideia simples, porém bem elaborada, criada pelos dois jovens publicitários, Bem Araujo e Marcos Muller em parceria com a Associação Brasileira de Busca e Defesa a Crianças Desaparecidas (ABCD), popularmente chamadas de "Mães da Sé".  

A campanha batizada de The Selfind Project consiste em "capinhas" para celulares projetadas com fotos de crianças desaparecidas e devidamente cadastradas no banco de dados da associação. Os artistas por sua vez, ficaram encarregados de fazer o selfie (modalidade de auto-fotógrafia) e publicar na rede social instagram.

Pensada a principio apenas para o Dia das Mães, a campanha fez tanto sucesso que foi prolongada.

Mais informações em: http://selfind.combr/#/
"Mães da Sé’ comemora 18 anos em evento no Ministério Público"
11/12/2014 11:05

​​São Paulo, março de 2014 ─
A Associação Brasileira de Busca e Defesa à Criança Desaparecida (ABCD), conhecida como "Mães da Sé" memorou nesta segunda-feira 31/03 a passagem do seu 18ª aniversário em cerimônia solene no auditório Queiroz Filho localizado dentro do Ministério Público de São Paulo.  
Na ocasião as mães associadas, como de praxe, marcaram presença com os cartazes de fotos dos seus filhos. 

Coincidentemente a data, também, encerra a "Semana de Mobilização Nacional para Busca e Defesa da Criança Desaparecida", que acontece anualmente no Brasil entre 25 a 31 de março. Período em que são desenvolvidas ações de mobilização nacional pela busca de crianças e adolescentes desaparecidos, bem como a divulgação de ferramentas e legislação que auxiliam a sociedade no enfrentamento do fenômeno do desaparecimento.

A parceria entre ABCD e o MP, que ocorreu em novembro do ano passado, a partir da adesão da associação ao Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID), tem tido bons resultados e em apenas 4 meses de existência já foram encontradas aproximadamente 20 pessoas. 


​​O evento contou com a participação de inúmeras autoridades militantes da causa, as principais foram: Subprocuradora-Geral de Justiça Institucional, Vânia Maria Ruffini Penteado Balera; Promotora de Justiça Eliana Vendramini, Coordenadora do Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos (PLID); Regina Miki, Secretária Nacional de Segurança Pública; deputada federal Keiko Ota;  Desembargador Eduardo Cortez  de Freitas Gouveia, Coordenador da  Infância e Juventude do Tribunal de Justiça; a Superintendente da Polícia Técnico-Científica do Estado de São Paulo, Norma Sueli Bonaccorso; Eduardo Dias de Souza Ferreira, Assessor Especial da Secretaria de Segurança Pública; Vanderlei Redondo,  Delegado de Polícia da Delegacia de Pessoas Desaparecidas de Santa Catarina; Maria Helena do Nascimento, Delegada Titular da 4º Delegacia de Pessoas Desaparecidas – DHPP; Kátina Boulos, Conselheira e Presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB, representando o Presidente; Major PM Marcus Roberto Claudinho, Coordenador da Coordenadoria de Pessoas Desaparecidas da PM de Santa Catarina, e Adriana Borghi Fernandes Monteiro, Assessora da Corregedoria-Geral do MP-SP, representando o  Corregedor-Geral, dentre outras autoridades.

11 3337 3331
MaesdaSe@Globo.com

Horário de atendimento
das 10h as 17h - 2ª a 6ª

Apoios

 

Rua São Bento, 370 - 9º andar - Conjunto 91 - Sala 02
CEP 01010-001 - Centro - SP

Mães da Sé © Todos os Direitos Reservados - 2014